As reformas feitas estão tornando a China ainda mais forte

- May 13, 2019-

40 anos se passaram e a China não é mais a mesma . Desde que começou seu período de reformas econômicas e sociais, de fato, a China se tornou a segunda potência mundial. Mas isso não é suficiente, a China ainda está injetando dinamismo para um crescimento econômico de alta qualidade.

Um sinal desses 40 anos e de quanto mudou, é a primeira Exposição Internacional de Importações da China (CIIE) , realizada em novembro, em Xangai. Com o tema “Nova Era, Futuro Compartilhado”, o evento atraiu a atenção de todo o mundo. É a primeira exposição nacional com tema de importação do mundo, bem como um evento pioneiro na história do comércio internacional. O evento também foi uma oportunidade para a China reiterar que nunca mudará sua determinação de apoiar o comércio livre e aberto, e tomará a iniciativa de abrir seu mercado para o mundo.

Um total de 172 países, regiões e organizações internacionais e mais de 3.600 empresas participaram durante os dias. Mais de 400.000 compradores nacionais e estrangeiros participaram do evento

Mais sinais da China? A China reduziu os preços de carros importados e produtos de consumo em julho e reduziu ainda mais as tarifas do país mais favorecido de um total de 1.585 itens tributáveis em novembro, incluindo pedras e dispositivos eletromecânicos. Além disso, o país elevou a construção da zona de livre comércio para um nível mais alto. Em outubro, ele lançou um plano para criar Hainan como uma zona de livre comércio piloto.

As áreas de livre comércio são uma relativa novidade na China, e elas estão tendo um bom desempenho. Nos três primeiros trimestres, as importações totais e as exportações das zonas de livre comércio da China totalizaram 2,4 trilhões de yuans, um aumento de 14,03% em relação ao mesmo período do ano passado.

A abertura também para investidores estrangeiros e particulares é fundamental . Por exemplo, a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma se comprometeu claramente a remover o teto da propriedade estrangeira em joint ventures automotivas em cinco anos.

Os indicadores de crescimento de novos impulsionadores econômicos foram 156,7 e 210,1 respectivamente em 2016 e 2017, com alta de 26,9 e 34,1% em relação aos anos anteriores

Além disso, o ano de 2018 marca o quinto aniversário da proposta do Belt and Road Initiative (BRI) . Em junho, a China investiu um total de US $ 28,9 bilhões nas áreas econômica e comercial dos países ao longo do caminho, criando 244 mil empregos locais.

Cinco anos de sucesso mostraram que o BIS atende aos requisitos básicos da reforma do sistema de governança global e fornece um novo método para melhorar a reforma .